segunda-feira, 6 de abril de 2015

Dicas para economizar água

Neste artigo apresento 10 dicas para economizar água. Confira.


dicas para economizar água
Créditos da imagem: www.portalnco.com.br

Tudo o que Deus criou é bom. Á água então é uma de suas maiores criações, se é que posso falar assim. Sem água não há vida, não há como os seres vivos viverem.

A água é um bem precioso e muitas pessoas ainda não se conscientizaram disto e praticam o desperdício achando que nunca sentirão falta dela, porém, Deus permite que passemos por momentos de crise para podermos valorizar o que básico para nossa sobrevivência.

Aqui em Salvador o rompimento da adutora principal de água tratada da Embasa (companhia de saneamento básico baiano) danificada pela empresa que efetua obras extensão do metrô aqui da capital fez com que grande parte da população ficasse sem água.

Na foto abaixo a falta da água fez com que moradores do bairro do Uruguai saqueassem um caminhão pipa e promovessem até briga pela água.




Créditos da imagem: bahiaempauta.com.br

Resolvi então aproveitar este momento para dar dicas aos leitores deste blog para economia de água. Vamos lá?

10 Dicas para economizar água

  1. Tenha um reservatório com grande capacidade de armazenamento de água.
  2. Tenha uma ou mais caixas de água com boa capacidade de armazenamento de água.
  3. Verifique constantemente  se há vazamentos na tubulação ou nas torneiras da sua casa, caso haja, busque eliminá-los imediatamente.
  4. Somente abra a torneira quando realmente for utilizar a água. Exemplos:
a) Escovação dos dentes - só abra a torneira para enxaguar a boca (ponha um punhado de água na palma da mão, feche a torneira e lance a água à boca. Abra novamente e lave a escova.
b) Barbear - só abra a torneira quando for lavar o rosto. Use uma vasilha com um pouco de água para fazer o enxague do aparelho de barbear.
c) Banho - Não tome banhos demorados. Se molhe da cabeça aos pés, feche a torneira, se ensaboe e abra novamente. 

     5. Reaproveite a água do banho - para isto capte-á com uma bacia sob seus pés para reutilizá-la no vaso sanitário, por exemplo.
     6. Não dê descarga toda vez que somente for urinar. Tente acumular o máximo que poder suportar o mau cheiro.
     7.  Reaproveite a água do aparelho de ar condicionado - caso possua tal aparelho utilize uma vasilha para captar essa água e reutilizá-la em vasos sanitários, plantas e outras coisas que não exijam água limpa.
    8. Jamais lave pisos, paredes, escadas e seu carro (caso possua) com mangueira. Com apenas 2 (dois baldinhos) dá pra lavar um carro, sabia? Veja o interessante vídeo abaixo:



     9- Plantas e ou flores em vaso - a depender da planta ou flor ponha pedras de gelo, ao invés de molhá-las

     10- Lavagem de louças e panelas - ensaboe todas de uma só vez e depois enxague.

Espero que tenha gostado das dicas e aproveite para compartilhar agora mesmo com seu amigos, colegas e parentes. E se tiver dicas a acrescentar, escreva nos comentários abaixo.



domingo, 23 de fevereiro de 2014

Concurso Público: Mais de 2 mil vagas para hospitais baianos em várias áreas


São dois concursos cujo número de vagas oferecidos ultrapassa 2 mil, mais prescisamente 2.155 vagas, mais formação de cadastro de reserva, em cargos de nível médio e de nível superior. As contratações resultam de parceria firmada entre a Ebserh (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares) e a Ufba, que permitirão a regularização de parte da força de trabalho que atua nos hospitais com vínculos considerados irregulares pelos órgãos de controle. Além disso, possibilitarão a ampliação da oferta de serviços de saúde à população por meio do SUS (Sistema Único de Saúde). Confira as vagas disponíveis:


Maternidade Climério de Oliveira da Universidade Federal da Bahia (MCO/Ufba)

São 591 vagas, sendo 158 de nível superior na Área Médica, distribuídas em 28 especialidades; 367 de nível superior e médio na Área Assistencial; e 66 vagas de nível superior e médio na Área Administrativa. Os cargos são os seguintes:

Assistente Social
Biomédico
Cirurgião Dentista
Enfermeiro
Farmacêutico
Fisioterapeuta
Fonoaudiólogo
Médico
Nutricionista
Profissional de Educação Física
Psicólogo
Terapeuta Ocupacional
Técnico em Enfermagem
Técnico de Farmácia
Técnico em Histologia
Técnico em Laboratório de Patologia Clínica e Técnico em Radiologia.

Há oportunidades ainda para:
Advogado
Analista Administrativo – Administração
Analista Administrativo – Arquitetura
Analista Administrativo – Contabilidade
Analista Administrativo – Estatística
Analista Administrativo – Jornalismo
Analista de Tecnologia da Informação – Processos
Analista de Tecnologia da Informação – Sistemas Operacionais
Analista de Tecnologia da Informação – Suporte e Redes
Engenheiro Civil
Engenheiro Clínico
Engenheiro de Segurança do Trabalho
Engenheiro Eletricista
Assistente Administrativo
Técnico em Contabilidade
Técnico em Informática e
Técnico em Segurança do Trabalho.


Hospital Universitário Professor Edgard Santos (Hupes/Ufba)

São 1564 vagas, sendo 384 de nível superior na Área Médica, distribuídas em 74 especialidades; 1037 vagas de nível superior e médio na Área Assistencial; e 143 de nível superior e médio na Área Administrativa. As vagas são para:

Advogado
Analista Administrativo – Administração
Analista Administrativo – Biblioteconomia
Analista Administrativo – Contabilidade
Analista Administrativo – Estatística
Analista Administrativo – Jornalismo
Analista Administrativo – Relações Públicas
Analista de Tecnologia da Informação – Processos
Analista de Tecnologia da Informação – Sistemas Operacionais
Analista de Tecnologia da Informação – Suporte e Redes
Analista de Tecnologia da Informação – Telecomunicações
Engenheiro Civil
Engenheiro Clínico
Engenheiro de Segurança do Trabalho
Engenheiro Eletricista
Engenheiro Mecânico
Assistente Administrativo
Técnico em Informática e
Técnico em Segurança do Trabalho.


Os outros cargos para o hospital universitário são: Assistente Social, Biomédico, Cirurgião Dentista, Enfermeiro, Farmacêutico, Físico, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Médico, Nutricionista, Pedagogo, Profissional de Educação Física, Psicólogo, Terapeuta Ocupacional, Técnico em Anatomia e Necropsia, Técnico em Enfermagem, Técnico de Farmácia, Técnico em Laboratório de Patologia Clínica, Técnico em Óptica, Técnico em Radiologia e Técnico em Saúde Bucal.

Inscrições

As inscrições começam na próxima segunda-feira (24 de fevereiro) e encerrarão no dia 4 de abril de 2014.

A taxa de inscrição é de R$ 35,00 para nível médio e de R$ 55,00 para nível superior.

As provas para a maternidade serão no dia 4 de maio. Já as provas para o hospital universitário estão marcadas para 11 de maio. As provas – com duração de quatro horas- serão realizadas em Salvador.


Os locais, datas e horários de realização das provas serão disponibilizados no site do Iades, na data provável de 25 de abril.


Salário

Os salários variam de R$ 1.841 a R$ 7.774


Par mais informações e acesso ao edital, acesse http://www.iades.com.br/inscricao/

Fonte: http://www.correio24horas.com.br/blogs/a-toda-prova/?p=2517

quinta-feira, 6 de junho de 2013

O que fazer se seu celular for roubado ou perdido



Recentemente aconteceram dois fatos com pessoas próximas a mim. Uma teve seu celular perdido e a outra teve seu celular roubado e o segundo fato só veio a confirmar o que já pretendia, que seria, escrever um artigo sobre essas duas situações.


1ª situação: O celular foi perdido. O que fazer?




                                      
Obviamente que, a primeira atitude que uma pessoa toma ao perder seu celular é simplesmente procurar um jeito de ligar para ele. Se o celular não estiver muito longe de você e com um som de chamada audível, que beleza! Você vai ouvir o toque e ir em busca dele, isto é tranquilo, o problema é quando o celular está longe e ninguém que, possivelmente o tenha encontrado, atende.

No primeiro caso aqui ocorrido, a bateria do celular estava descarregando e considerei que alguém que o pudesse ter encontrado não tinha um carregador para carregá-lo e por isto não atendeu. Após várias tentativas de ligação (alguns dias se passaram na esperança de alguém de boa índole o tivesse encontrado)  e de tanto ouvir a mensagem "Este telefone encontra-se fora de área ou desligado", finalmente o sinal de chamada foi enviado, porém, ninguém atendeu. Insisti na chamada e ocorreu algo estranho, tocou por alguns momentos e parou. Resolvi então, enviar uma mensagem de texto que dizia o seguinte:

"Vc que encontrou esse celular será recompensado hj"

Aguardei o retorno e como não o obtive, cheguei à conclusão que aquela pessoa que encontrou o aparelho não estava com as melhores das intenções. Adotei então, os seguintes procedimentos:

1- Liguei para a operadora para bloquear a linha;
2- Solicitei à operadora para também bloquear o aparelho;
3- Dirigi-me até a delegacia mais próxima (no caso, a que cobre a área onde o celular foi perdido), onde foi registrado um B.O. (Boletim de Ocorrência).


2ª situação: O celular foi roubado. O que fazer?



No caso da segunda pessoa, o celular foi roubado e, de acordo com o relato dela,  o meliante encontrava-se perto de um poste, se aproximou e ordenou que ela entregasse o celular a outro comparsa que estava próximo e ela, sem reagir, o entregou. Graças a Deus que não aconteceu nada com ela, fora o susto. Aqui cabe uma dica: a depender do seu aparelho, configure-o para vibrar primeiro e tocar depois e antes de atender observe o local onde você está. Se não sentir seguro para atender, tente tocar no aparelho para desligar enquanto ainda está vibrando visando não chamar a atenção.

Nesse caso os procedimentos a adotar são os mesmos para quem perdeu o celular, a diferença é que no B.O. será registrado roubo ao invés de perda.


Duas dicas importantes

Primeira dica

A primeira dica é que, enquanto você estiver com seu celular (muito antes de ter sido roubado ou perdido), tenha em sua casa, guardada, a caixa do seu aparelho. Nela são encontradas informações úteis que lhe servirão para cumprir os procedimentos nºs 2 e 3 acima. Na embalagem você encontrará:
  • A marca do celular
  • O modelo do celular
  • O número de série
  • E o número do IMEI (esta é a informação mais importante)
IMEI (International Mobile Equipment Identity), em português, Identificação Internacional de Equipamento Móvel é um número de identificação global dividido em 4 grupos, seguindo um padrão  nnnnnn-nn-nnnnnn-n. É único e existe em cada telefone celular.


Segunda dica

Se você não tiver a caixa do aparelho (possa ser que você tenha jogado a caixa fora, perdido ou comprado de segunda mão) existem duas formas de identificação do IMEI: 

1ª - olhando na etiqueta colada no aparelho retirando-se a bateria;
2ª - digitando no teclado com o aparelho ligado o código *#06# 

Essas identificações dos celulares conectados a uma rede GSM são armazenados em um banco de dados chamado de Registro de Identidade de Equipamentos (EIR), que contém os números de todos os equipamentos móveis válidos no planeta. Ao ser reportada à operadora a perda ou o roubo do aparelho através do IMEI, automaticamente o aparelho será bloqueado, independente de qual chip (SIM Card) esteja inserido. O celular não receberá ou efetuará mais chamadas.


Observações
1- Não esqueça de anotar e guardar o número do protocolo fornecido pela operadora.
2- Ao tomar conhecimento do nº do IMEI, anote-o e guarde a informação num local onde você possa encontrá-lo facilmente, uma boa pedida é enviar um e-mail para você com o número ou guardar em forma de arquivo de texto em um disco virtual de sua preferência.
3- Procure informar aos seus contatos cadastrados no aparelho e ou no chip sobre a perda ou o roubo.


CONHEÇA DROPBOX, UM INTERESSANTE DISCO VIRTUAL GRATUITO


Espero que tenha gostado das dicas. Situações como perda ou roubo de celular podem acontecer com você ou com qualquer conhecido seu, não é verdade? Se achou este post útil e tem algo a acrescentar, participe, deixando seu comentário, envie e-mail para seus contatos e não deixe de compartilhar este artigo, clicando no botão "Compartilhe" abaixo e escolha as redes sociais de sua preferência.

Fonte: Wikipedia, a enciclopédia livre
Créditos das imagens:
1ª imagem: gera-dicas.blogspot.com
2ª imagem: aroldomedina.blogspot.com
3ª imagem:  www.oficinadanet.com.br)

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Vou sobreviver


Inicio dando graças ao SENHOR JESUS, pois, se não fosse Ele, com certeza, não estaria escrevendo este artigo agora (um mês faz hoje que retornei para meu lar).

Não vou entrar muito em detalhes sobre o que aconteceu comigo porque não gosto de descrever muito sobre minha vida pessoal na web, mas, o fato é que passei por um sério problema de saúde, com grandes possibilidades de ter ido a óbito, porém, o SENHOR JESUS pela sua infinita misericórdia e bondade não permitiu que isto acontecesse e salvou minha vida por pelo menos três vezes nestes últimos meses.


Problema manifestado, o primeiro livramento

Quando o problema de saúde se manifestou no meio da semana daquele 20 de março, eu teria de imediatamente ter me submetido a uma cirurgia de emergência, porém, tendo insistido em um equívoco, achando que o problema era outro, acabei por ser operado somente no final-de-semana. Este foi o primeiro livramento do SENHOR.


A primeira cirurgia, o segundo livramento

A cirurgia foi muito arriscada, uma parte meu intestino teve de ser retirada e um pouco da secreção afetou meus pulmões, tanto houve risco que o médico-cirurgião dirigindo-se a minha esposa sugeriu que ela orasse. Sim, orasse. E ela, sem perder tempo, através de algumas ligações telefônicas começou solicitar aos irmãos da congregação em que me reúno que também intercedessem por mim perante o SENHOR. E o SENHOR ouviu e guiou a equipe médica.

Na UTI

Terminada a cirurgia fui encaminhado para a UTI. Estava entubado. Durante aquele período me lembro de dois momentos: ter visto de uma forma, digamos, "meio nublada" minha esposa e um irmão e meu concunhado falando. O outro momento foi de ver, graças a Deus, aquele tubo sendo retirado da minha garganta, receber oxigênio e depois voltar a respirar normalmente. Porém, os dias que se passaram foram dias difíceis: praticamente não conseguia dormir, deitava-me em uma cama desproporcional ao meu tamanho, tive alucinações (talvez por causa dos medicamentos), luzes acesas que me incomodavam, muita movimentação na UTI, medicamentos que precisavam ser ministrados pelas enfermeiras e técnicas de enfermagem, que entravam e saiam a toda hora, sentia muita sede e não podia beber água, pois tinha uma sonda nasogástrica pendurada no meu nariz que indicava aos médicos que eu não podia comer e nem beber. Minha esposa e as técnicas em enfermagem se revezavam em molhar meus lábios, que pareciam estar anestesiados, com uma gaze. A garganta estava uma secura só. Foram dias longos e noites e noites em claro. Mas, o SENHOR estava comigo.


Na enfermaria

Foram cinco dias na UTI, até que, passei para outra etapa: a enfermaria. Lá convivi com outros pacientes, onde, do SENHOR, pude buscar forças para brincar com os companheiros de quarto e, principalmente, falar da palavra. Devagarzinho, comecei a beber água que há dias não podia beber, bebi também aquela água de coco que tanto desejei, depois sucos, comida pastosa, comida normal... Quando achava que já estava quase me recuperando eis que comecei a ter febres constantes e o pior ocorreu, a cicatriz do corte cirúrgico começou a minar secreção e passei a sentir dores próximas ao local da cirurgia. Fui submetido a uma tomografia que revelou inflamação do local e surgimento de dois novos problemas.


A segunda cirurgia, o terceiro livramento

A equipe médica não teve dúvidas e me encaminhou para uma segunda cirurgia. Mais uma vez os irmãos intercederam perante o SENHOR, ele ouviu as orações e a segunda cirurgia, assim como a primeira, foi um sucesso. E o melhor é que não precisei retornar a UTI, tendo sido encaminhado de volta à enfermaria. A sonda nasogástrica teve de ser recolocada. A dieta voltou ao zero, sem comida nem bebida. Voltei ao soro e à alimentação parenteral. Mas, os dias se passaram e, graças a Deus, pude receber a tal almejada alta há exatamente um mês atrás.


Vou sobreviver

Foram dias difíceis, mas, graças a Deus, por ter retornado ao meu lar e estar em plena recuperação. Algumas lições pude tirar de toda essa situação. Jesus salvou minha vida, não canso de dizer. Dou graças a Deus pela vida da minha esposa que teve forças do SENHOR para me acompanhar durante todo o processo, agradeço aos irmãos que revezaram com ela como meus acompanhantes no hospital, que oraram, a todos que me visitaram (inclusive colegas de trabalho) e a todos que, de alguma forma ajudaram, principalmente, a família de minha esposa. Que Deus abençoe ricamente a todos.

Durante uma das visitas, uma irmãzinha trouxe em seu celular um cântico, que segundo ela tem tudo a ver comigo. "A tempestade passou mas a promessa ficará pra sempre". Aleluia! Gostaria de finalizar deixando o clipe do referido cântico "Vou sobreviver", do Ministério Além do Véu. Glorificado seja o nome do SENHOR. Aleluia!



Créditos: Youtube.com

sábado, 9 de fevereiro de 2013

O que você pode fazer se não gostar de carnaval





Se tem uma festa que eu detesto, ela tem um nome e se chama carnaval. E não precisaria nem dizer o motivo, entretanto,  vou dizer: é uma festa que desagrada a Deus. 

Carnaval, como o próprio nome já diz, é a festa da carne.  Suas origens são bastante remotas. Veja o que diz o site Descobrindo História: 
A origem do carnaval é bastante controversa tanto no nome quanto na festa em si. Há indícios de que tenha surgindo a mais de 4000 a.C no Egito, com festas promovidas a Isis.   O mais aceito é que tenha nascido na Grécia nos anos 600 a 520 a.C como uma festa para cultuar e agradecer aos deuses pela fertilidade do solo e pela produção. Acredita-se que o nome carnaval tenha surgido já nesta época como CARRUM NAVALIS, os carros navais que faziam a abertura das Dionísia Gregas nos séculos VII e VI a.C..
 Em Roma a origem da festa está ligada a danças em homenagem ao Deus Pã e Baco, eram as chamadas Lupercais e Bacanais ou Dionísicas, e foi por lá que foi introduzido bebidas e práticas sexuais, tornando-se intolerável aos olhos da Igreja e aos cristãos de forma geral que a considerava pecaminosa.



Fonte: http://www.descobrindohistoria.com.br/2011/02/o-carnaval-e-suas-origens.html



Portanto, se o carnaval está ligado a deuses e práticas que desagradam a Deus então tô fora. Além do mais, a meu ver,  no carnaval é momento de:
  • Gastar dinheiro: pessoas e mais pessoas gastam muito dinheiro no carnaval, muitos até chegando ao cúmulo de deixarem de comprar material escolar para seus filhos, por exemplo (no caso de pais irresponsáveis) e ainda se atolam em dívidas. Estou errado?


  • Se embriagar: a grande maioria não consegue "brincar" o carnaval sem beber e daí surgem as confusões, os problemas diversos consequentes da embriaguez e àqueles que são motoristas correm o risco de envolverem-se em acidentes de trânsito e no final de tudo ainda serem atingidos pela Lei Seca "Tolerância zero de álcool", recentemente sancionada.
  • se promiscuir: muitos homens se vestem de mulheres e acham tudo a maior naturalidade, outros, se prostituem, adulteram, etc.
  • contrair doenças: onde há aglomeração de pessoas há também aglomerações de vírus e bactérias, há o risco ter a audição prejudicada pelo som alto dos trios elétricos e ainda, de sofrer entorses, etc.
  • estar exposto a violência de todo tipo de pessoas  que vão às ruas para procurarem brigas ou aflorarem suas perversidades.
  • correr risco de ser assaltado, num período em que os marginais estão às soltas nas ruas e os aprendizes doidos para iniciarem suas vidas criminosas.
  • etc.

Mas, como não sou a palmatória do mundo vou parar por aqui. Resolvi então, dar algumas sugestões para aqueles que não gostam de carnaval. Vamos a elas?

1- Procurar emprego
Obviamente que muitas empresas estarão com as portas fechadas no período de carnaval, porém, a oferta de emprego fica lá aguardando aquele candidato que se mantém esperto e atento às oportunidades. O que fazer: acesse o link abaixo. Quem sabe seu próximo emprego não está lá,  esperando por você.

Ofertas de emprego


2- Procurar estágio
Recentemente vi  numa reportagem do Jornal Hoje que, durante o período de dezembro a fevereiro (isto inclui o período do carnaval), a procura de estudantes por estágios diminuem  porque nesta época muitas pessoas viajam e preferem se divertir. Que fazer então? Lógico, aproveitar o momento que o número de concorrentes é bem menor  e partir pra dentro. Veja:

Ofertas de Estágio


3- Se qualificar
Uma boa maneira de aproveitar o tempo, aproveitar as folgas do trabalho, da escola ou da faculdade é fazendo cursos, se preparando para concursos. E que tal então aproveitar as coisas boas que a internet oferece e  o melhor, de graça? Se qualifique, enriqueça seu currículo, ficando por dentro dos

Cursos e Concursos


4- Viaje para lugares onde não há folia
Esse período é um bom momento para viajar e viajar obviamente para lugares tranquilos onde não haja esse tipo de festa.


5- Leia bons livros
Já diz o velho ditado: "Quem não lê, mal fala, mal ouve, mal vê." Por que então não aproveitar o momento para adquirir um pouco de conhecimento com coisas produtivas? Mas, não precisa ser somente os livros chamados tradicionais (os de papel), você pode ler também livros digitais, os e-Books, que além de serem mais baratos podem ser lidos em computadores desktops e portáteis. Abaixo seguem algumas indicações (vale salientar que o primeiro é gratuito):




6- Aproveite para estar com a família ou com os irmãos
Se você é cristão e costuma se retirar aproveite os retiros da sua igreja, se não pode se retirar procure pelos irmãos que não puderam deixar a cidade por motivo de trabalho ou seja lá outro motivo qual for e quem tem família aproveite pra estar mais junto com seus entes queridos.


7- Leia a bíblia
Deixei a melhor de todas as dicas por último. O ser humano é composto de três partes, a saber: corpo, alma e espírito. Você sabia que todas estas três partes se alimentam? Não sabia? Pois é, o corpo se alimenta de proteínas, carboidratos, etc., ou seja, precisa de comida.

12 dicas de alimentação saudável


A alma se alimenta de informação e conhecimento, mas, cuidado, pois, não é nada saudável alimentá-la demais, portanto, alimente-a com moderação. Já o espírito se alimenta da palavra de Deus.


Quando era solteiro e ainda morava na casa de meus pais via uma bíblia lá na estante  de um dos quartos e nunca me interessava de lê-la, até que um dia "meu espírito sentiu fome" e tomei a iniciativa de conhecê-la, foi a partir daí que Deus começou a trabalhar em mim, as coisas começaram a acontecer e a minha vida tomou um novo rumo e acabei por encontrar o verdadeiro caminho. A bíblia é a palavra de Deus é o mais incrível traz inúmeros benefícios ao homem porque é alimento para o espírito, salvação para a alma e cura para o corpo.

"Palavras agradáveis são como favo de mel: doces para a alma e medicina para o corpo." Pv 16:24

“Confia no Senhor e faze o bem; habita na Terra e alimenta-te da verdade.” Sl 37:3


A tua palavra é a verdade desde o princípio, e cada um dos teus juízos dura para sempre. Sl 119:16


E aí, gostou das dicas? Vai aproveitar melhor o período de carnaval? Participe, deixando seu comentário.



Aproveite e conheça a série de artigos





nRelate - Posts Only