sexta-feira, 29 de maio de 2009

Salmo 24 - Do Senhor é a terra e a sua plenitude, parte 7 (final)



"Quem é esse Rei da Glória? O Senhor forte e poderoso, o Senhor poderoso na guerra. Levantai, ó portas, as vossas cabeças; levantai-vos, ó entradas eternas, e entrará o Rei da Glória. Quem é esse Rei da Glória? O Senhor dos Exércitos, ele é o Rei da Glória." Sl 24:8-10

Com esta passagem final do Salmo 24, concluo hoje a série "Salmo 24 - Do Senhor é a terra e a sua plenitude".

Só tenho a agradecer a Deus. Tudo começou na noite de 23 para 24 de maio, quando após ter lido um versículo do referido salmo, sem querer, acabei escrevendo no pãozinho de hoje* o primeiro versículo, me levando a ler todo o Salmo 24. Cri então, que a direção que o Senhor estava me dando era de lê-lo e escrever sobre o mesmo durante toda a semana. Foi um desafio para mim: dedicar período(s) no dia para escrever, duvidar em alguns momentos que eu iria me manter firme no propósito, ter conteúdo para disponibilizar, ter de fazer todo o artigo do dia 29 novamente, após uma falha no sistema do blogger, que aparentava estar salvando o post, porém, todas alterações foram perdidas e eu não havia registrado nada em papel... mas, o Senhor foi comigo em cada batalha e a guerra foi vencida. Oro ao Senhor para que todo irmão que acompanhou esta série tenha sido edificado e todo aquele que irá ler seja fortalecido na fé e que venha a tomar a posse de que está assentado nos lugares celestiais com o Cordeiro que foi morto mas ressuscitou, e que é mais que vencedor (Rm 8:37) e aqueles que não O conhecem possam saber que Jesus Cristo é o Rei da Glória e que tudo foi criado por Ele e para Ele. Aleluia e Amém!

"Ó SENHOR, Deus Todo-Poderoso, não há ninguém que tenha tanto poder como tu! Em todas as coisas, tu és fiel, ó SENHOR! Tu dominas o Mar poderoso, tu acalmas as suas ondas furiosas. Esmagaste o monstro Raabe** e o mataste; com a tua grande força, derrotaste os teus inimigos. O céu é teu, e a terra é tua; tu criaste o mundo e tudo o que nele existe." Sl 89:8-11 (NTLH)


* pedacinho de papel preso por um imã na porta da geladeira, a qual fica na cozinha de minha casa, que sempre contém uma passagem bíblica para ser meditada durante o dia (uma espécie de "texto do dia" para mim, os da minha casa e para quem quiser compartihar dele) e que acabou se tornando um dos marcadores (categorias) deste blog.

** referência ao Egito. Esse nome evocava para os israelitas a figura de um monstro antigo, no qual estavam representados simbolicamente todas as potências inimigas de Deus. Cf. Bíblia de Estudo Almeida, 1999(Leia: Jó 9:13; 26:12; Is 51:9)


Pause o player de música no canto superior direito do blog para poder assistir, sem conflito de aúdio, o clip com a música Rei da Glória, com Daniel Souza e Asaph Borba, abaixo:




Veja também:

Salmo 24 - Do Senhor é a terra e a sua plenitude - Parte 1
Salmo 24 - Do Senhor é a terra e a sua plenitude - Parte 2
Salmo 24 - Do Senhor é a terra e a sua plenitude - Parte 3
Salmo 24 - Do Senhor é a terra e a sua plenitude - Parte 4
Salmo 24 - Do Senhor é a terra e a sua plenitude - Parte 5
Salmo 24 - Do Senhor é a terra e a sua plenitude - Parte 6 

Salmo 24 - Do Senhor é a terra e a sua plenitude, parte 6



"Levantai, ó portas as vossas cabeças; levantai-vos ó entradas eternas e entrará o Rei da Glória." Sl 24:7

Levantem as vossas cabeças portas eternas ou, ainda, portas muito antigas. Neste estribilho, o salmista se dirige, em forma poética, às portas de Jerusalém, as quais, apesar da sua grandeza e amplitude, não bastam para dar passagem ao Senhor, o Rei da Glória (Conforme Bíblia de Estudo Almeida, 1999).

Quão glorioso, maravilhoso, explendoroso e majestoso foi o dia em que os portais eternos foram abertos para a entrada do Rei da Glória! Fico imaginando os anjos, arcanjos, querubins e serafins em festa! Creio que foi o momento mais esperado pelo Pai. Foi sua grande alegria ter de volta seu Unigênito após vê-lo ser insultado, maltratado, ferido e moído pelas nossas iniquidades (Is 53:5-6). Toda a dor do Pai de ter visto o Filho absorvendo todas as nossas maldições, pecados e até enfermidades foi consolada. Toda a dor do Filho de ter sido separado do Pai por se tornado imundo aos olhos dEle por causa de mim, de você e de toda a raça humana foi transformada em regozijo por estar de retorno à casa do Pai.

Era mais do que merecido. Jesus foi obediente em todas as coisas e teve por merecido ter de volta toda sua majestade e toda a sua glória. Aleluia!

"Tenham entre vocês o mesmo modo de pensar que Cristo Jesus tinha: Ele tinha a natureza de Deus, mas não tentou ficar igual a Deus. Pelo contrário, ele abriu mão de tudo o que era seu e tomou a natureza de servo, tornando-se assim igual aos seres humanos. E, vivendo a vida comum de um ser humano, ele foi humilde e obedeceu a Deus até a morte - morte de cruz. Por isso Deus deu a Jesus a mais alta honra e pôs nele o nome que é o mais importante de todos os nomes, para que, em homenagem ao nome de Jesus, todas as criaturas no céu, na terra e no mundo dos mortos, caiam de joelhos e declarem abertamente que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus, o Pai." Fp 2:5-8 (NTLH)

Veja também:

Salmo 24 - Do Senhor é a terra e a sua plenitude - Parte 1
Salmo 24 - Do Senhor é a terra e a sua plenitude - Parte 2
Salmo 24 - Do Senhor é a terra e a sua plenitude - Parte 3
Salmo 24 - Do Senhor é a terra e a sua plenitude - Parte 4
Salmo 24 - Do Senhor é a terra e a sua plenitude - Parte 5
Salmo 24 - Do Senhor é a terra e a sua plenitude - Parte 7

nRelate - Posts Only